sábado, 18 de setembro de 2010

SHOPPING CIDADE JARDIM/SP: BRINQUEDINHOS E ALMOÇO NO DUE CUOCHI



No dia dos pais, aproveitando minha estadia em São Paulo (como muito bem sabem todos vocês), fui às compras! E fui direito, sem essa bobagem de economizar, poupar (RS)...

Enfim, como mais vale um gosto que o dinheiro no bolso, aproveitei para, digamos, satisfazer alguns desejos de meninos e comprar carrinhos, aviõezinhos e barquinhos.

Depois, de quebra, ganhei um almoço no Due Cuochi, restaurante que fica no terraço do shopping, num ambiente maravilhoso.

O Shopping Cidade Jardim é conhecido por ser, talvez, o espaço de compras mais caro do Brasil e até mesmo da américa latina. Fica na Av. Magalhães de Castro, 12.000, São Paulo e abriga marcas como Rolex, Chanel, Tiffany, Hermès, Zegna e Daslu (credo). Além disso, tem um espaço onde, como disse, fiz compras de garoto.

A decoração do lugar parece mesmo um grande jardim.

Vê se a Love não ficou doida?!?!?!?
 Mas, como eu estou farto do trânsito de Belo Horizonte, precisava de um transporte mais eficiente. Nada demais, apenas o necessário para economia de tempo.
E esse povo tirando foto da minha mercadoria...
Para os finais de semana, algo que contemple o ar livre.
Depois das compras, subimos ao terraço do shopping onde fica o Due Cuochi Cucina, um restaurante lindo, de ambiente agradável e cozinha impecável.
De Beb´s, eu e a Love enxugamos diversas caipifrutas (morango, maracujá, abacaxi, etc). Meu Deus, o arrempendimento foi grande (veja porque abaixo).

De entrada, fomos de uma cestinha de pães servida pelo restaurante como couvert. Nada especial.

Os pratos principais estavam perfeitos. O meu foi um conjunto de frutos do mar gralhados com risoto de arroz negro. Já a Love foi de costela de boi no bafo (ripada) com purê de batata. Olha, derretia na boca!
O serviço foi muito bom. Não sem motivo, o Due Cuochi Cucina recebeu diversos prêmios de melhor restaurante (2009), melhor italiano (2006, 07, 08, 09) e mehor chef (2008).

Contudo, nada obstante, porém... tudo isso teve seu preço. Dica: lá em São Paulo, eles têm a mania de não mostrar o cardápio de bebidas. Dizem que você pode pedir e, se tiver (e sempre tem), eles trazem. Pois é, eu caí nessa conversa fiada e a porra da caipivodka custava nada menos que R$ 21,50 (vinte e um reais e cinquenta centavos). Ou seja, é caro, mas vale a pena. Para gastar menos, beba cerveja!

Em conclusão, tudo muito bom, tudo muito bem, mas caro (lembre-se, eu já tinha gastado muito nos meus brinquedos).

E pra não deixar a Love muito triste, ainda rolou um presentinho.

É isso aí. Segunda tem mais.

Atenção: esta é uma obra em parte de ficção. Qualquer semelhança com personagens, desejos e maluquices é mera coincidência ou coisa da sua cabeça.

Fotos: reprodução e eu.

4 comentários:

  1. Agora conta a verdade, vai: no fundo de cada caip havia pepitas de ouro e foi com elas que vcs compraram os "mimos" que aparecem no post... foi ou não foi??? rsrsrs
    PUTZ!!! R$ 21,50 é pegadinha do malandro!!

    ResponderExcluir
  2. E pegadinha sem graça, minha cara Anacris!

    ResponderExcluir
  3. Barretoooo, ao invés de "o que tem pro café", eu vou te perguntar, "dá pra emprestar o helicóptero"? ;)

    O blog tá mto legal, Edu, os textos estão na medida e as dicas de ouro. Tá brilhando!

    Bjos.

    Giza.

    ResponderExcluir